0,00€
A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z
 
Livros relacionados
 

Investigadora de pós-doutoramento, bolseira FCT no Instituto de História da Arte (IHA-FCSH, Universidade NOVA de Lisboa, Portugal), desde 2015. Professora e coordenadora da pós-graduação em Curadoria de Arte na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Dirige a revista online Wrong Wrong e a plataforma digital raum: residências artísticas online.

Doutorada pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa (2014), é licenciada em História da Arte pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (1997), pós-graduada em História da Arte Contemporânea pela FCSH-UNL (2000) e em Comunicação, Cultura e Tecnologias da Informação pelo ISCTE – Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (2003).

Crítica de arte, realizou conferências e é autora de várias publicações, livros, ensaios, e de inúmeras entrevistas e textos sobre arte contemporânea em catálogos editados por instituições artísticas nacionais e internacionais e publicações da imprensa especializada. Concebeu, dirigiu e editou a Artecapital, publicação online especializada em arte contemporânea, desde a sua fundação em Abril de 2006 até Dezembro de 2013. Foi editora da Número Magazine (2001) e da revista Artes & Leilões (2007-2010). Foi crítica de arte das revistas Arte y Parte (2001-2007), Pangloss (2004) e L+Arte (2005-2007) e mantém colaboração permanente na Arq./a — Arquitectura e Arte e Stratosphere.

Foi membro de júris nalguns dos mais destacados concursos e prémios nacionais de arte contemporânea. Foi assessora de comunicação da Direcção-Geral das Artes / Ministério da Cultura, tendo coordenado a comunicação nacional e internacional das representações oficiais portuguesas na Bienal de Veneza e na Bienal de São Paulo, nas áreas da arte e da arquitectura (2008-2010). Foi consultora editorial da ARTE LISBOA — Feira de Arte Contemporânea, entre 2005 e 2010. Integra a secção portuguesa da AICA (Internationale Association of Art Critics) desde 2006.

Livros relacionados
 

É membro colaborador do Instituto de Estudos de Literatura Tradicional (IELT) da Universidade Nova de Lisboa e doutoranda em História da Arte (Université Libre de Bruxelas) e em Literatura Portuguesa (Universidade Nova de Lisboa).

Editora da Obra Literária de José de Almada Negreiros (Assírio & Alvim), integra actualmente, como membro nuclear, a equipa do projecto Modernismo Online: Arquivo Virtual da Geração de Orpheu (financiado pela FCT e pela FCG) dedicado à inventariação, preservação e divulgação de espólios de autores modernistas.

Foi comissária da exposição «Suroeste: Relações Literárias e Artísticas entre Portugal e Espanha (1890-1936)» (MEIAC, 2010) e colaborou no Dicionário de Fernando Pessoa e do Modernismo Português (Caminho, 2008). É autora de uma edição crítica e anotada do Manifesto Anti-Dantas (Assírio & Alvim, 2013). Coordenadora, com Sílvia Laureano Costa e Simão Palmeirim Costa, da exposição «Almada por contar» (Biblioteca Nacional de Portugal, 27 de Junho a 5 de Outubro de 2013) e do catálogo homónimo (Babel/ BNP, 2013).

Livros relacionados
 
 

Nasceu em Lisboa (1978), cidade onde vive e trabalha. 

Curadora. É directora do Atelier-Museu Júlio Pomar desde 2012, assumindo a sua orientação artística e executiva. Formada em Escultura na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa (2001), mestre em Estudos Curatoriais (2005) e doutorada com a tese Da Escultura à Espacialidade (2012) pela mesma Universidade. Comissária desde 2006, destacam-se as exposições: Paisagem interior, no CAM da Fundação Calouste Gulbenkian; Zona Letal, Espaço Vital: obras da Colecção da Caixa Geral de Depósitos; Arquite(x)turas: colecção de fotografia do BES; Khora; Desenhos, Construções e Outros Acidentes… da Fundação Carmona e Costa, entre outras. Publica regularmente em catálogos e revistas de arte e é coordenadora editorial da colecção «Cadernos do Atelier-Museu Júlio Pomar». Faz parte da Direcção da Secção Portuguesa da AICA.

Livros relacionados
 
Livros relacionados
 
 

Sergio Lima, nome artístico de Sergio Claudio de Franceschi Lima, nasceu no dia 28 de Dezembro de 1939, em Pirassununga, São Paulo, Brasil. Escritor-pintor, envolveu-se, desde 1955, com o surrealismo e o cinema. Em Paris, a partir de Setembro de 1961, passa a participar nas reuniões do grupo surrealista de Paris, no café La Promenade de Vénus, convidado pelo seu fundador André Breton. Desde então, é o responsável pela activação do surrealismo no Brasil e nos países de língua portuguesa, especialmente em Portugal, onde estabeleceu um diálogo muito próximo com Mário Cesariny. Estreou-se com Amore (Massao Ohno, 1963), obra referida na revista surrealista parisiense La Brèche. No Brasil, entre outras actividades, realizou a XIII Exposição Internacional do Surrealismo (1967), traduziu e organizou a antologia de poemas Amor Sublime, de Benjamin Péret (Brasiliense, 1985), e promoveu a exposição «Collage — Homenagem ao Centenário de André Breton (1896-1996)». Em 1995, inicia a publicação de A Aventura Surrealista, projecto de grande fôlego que se propõe compilar as ideias e as produções do movimento surrealista no Brasil e no mundo. Vive em São Paulo, num pequeno bosque verde cercado pelo bares da Vila Madalena.

Livros relacionados
 
Livros relacionados
 
Livros relacionados
 
 

Nasceu no Porto, em 1956. Professor de Filosofia, lecciona actualmente no ICAFG (Porto).

Publicou, entre outros livros, Grandeza de Marx — Por uma política do impossível (Assírio & Alvim, 2011), Lógica do Acontecimento — Introdução à filosofia de Deleuze (2.ª edição aumentada, Documenta, 2012), O Que É Poesia? (3.ª edição aumentada, Documenta, 2014), Žižek, Marx & Beckett — E a democracia por vir (Documenta, 2014), O Riso de Mozart — Música, pintura, cinema, literatura (Documenta, 2016), Pre-Apocalipse Now — Diálogo com Maria João Cantinho sobre política, estética e filosofia (Documenta, 2016), Teologia da Carne — A pintura de António Gonçalves (Documenta, 2018), Anti-Doxa — A filosofia na era da comunicação (Documenta, 2019).

Traduziu para a Documenta: Gilles Deleuze, A Imagem-Tempo — Cinema 2 (2015), A Imagem-Movimento -— Cinema 1 (2016). 

 

 

 

Fotografia de João Duarte Sousa Dias.

Livros relacionados
 
Livros relacionados
 
Livros relacionados
 
RECEBA AS NOVIDADES!
SUBSCREVA A NEWSLETTER E ESTEJA SEMPRE A PAR DE NOVIDADES E PROMOÇÕES
REDES SOCIAIS
© 2014. Sistema Solar. Todos os Direitos são reservados - Política de Privacidade | Livro de Reclamações Digital
design bin?rio