0,00€
A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z
Livros relacionados
 

Nasceu em 1991. Vive e trabalha entre Lisboa e o Porto.

É licenciado em Artes Plásticas — Pintura pela Faculdade de Belas-Artes do Porto, instituição que lhe atribuiu o prémio Aquisição de Artes Plásticas 2012/2013.

Na produção do seu trabalho recorre a diferentes meios, estruturando a sua prática a partir do pensamento e organização de uma pintura, onde cruza com a poesia visual, imagens digitais, e a instalação-performance.

Tem exposto o seu trabalho com regularidade em diferentes exposições e projectos curatoriais, destacando-se os seguintes: «Clube de Poesia», exposição individual com curadoria de Ricardo Nicolau, Museu de Serralves, Porto (2019); «Síntese Activa», curadoria de Duarte Sequeira e Guilherme Braga da Cruz, Forum Arte Braga, Braga (2019); «Haus Wittgenstein», curadoria de Nuno Crespo, MAAT, Lisboa (2018); «1000 IMAGENS; A word is worth a thousand pictures», curadoria de Alexandre Melo, Cristina Guerra Contemporary Art, Lisboa (2018); «H», exposição individual, Balcony Gallery, Lisboa (2018); «Abençoado Desalinho» solo project SP-ARTE 2018, curadoria Luiza Teixeira de Freitas; «Género na Arte: Corpo, Sexualidade, Identidade, Resistência», Museu Nacional Arte Contemporânea — Museu do Chiado, Lisboa (2017); «O que eu sou», com curadoria de Inês Grosso e Luiza Teixeira de Freitas, MAAT, Lisboa (2017).

Livros relacionados
 

O ilhas é um estúdio de design gráfico fundado por Catarina Vasconcelos e Margarida Rêgo. O ilhas vive entre Lisboa e Londres e tem vindo a desenvolver um trabalho gráfico com vários artistas e instituições culturais.

O trabalho realizado pelo ilhas inclui direcção de arte, design editorial, identidade, design digital, design de exposições e pesquisa. Trabalhando com atenção aos detalhes, o trabalho desenvolvido pelo estúdio procura sempre atender à singularidade de cada projecto.

Trabalhando com várias instituições, os clientes do ilhas incluem o 1-54 Contemporary African Art Fair, Helen Hamlyn Center for Design Royal College of Art, Londres, Fundação EDP, MAAT – Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia, Atelier-Museu Júlio Pomar, Galerias Municipais do Porto, Galeria Nuno Centeno, Fundação Carmona e Costa, Teatro do Vestido, MNAC – Museu Nacional de Arte Contemporânea/Museu do Chiado, Boom Festival, Agência de Cinema de Portugal, Teatro Municipal Maria Matos, Trienal de Arquitectura de Lisboa, Festival Unknown Pleasures em Berlim. Desde 2015, o ilhas é responsável pela estratégia de design e coordenação da produção gráfica da exposição 1-54 Contemporary African Art Fair em Londres, Nova Iorque e Marraquexe. Desde 2009 fazem a direcção de arte da revista Cine Qua Non.

O estúdio ilhas desenvolve um extenso trabalho no cinema português, trabalhando com diferentes directores e instituições, entre eles a APR (Associação Portuguesa de Cineastas), Terratreme, O Som e a Fúria, Uma Pedra no Sapato, e os realizadores Cláudia Varejão, Manuel Mozos, Salomé Lamas, Susana Sousa Dias, entre outros. Os livros Zona – An investigation report, Misho, Carlos Relvas Vistas Inéditas e Boom Festival: 20 years foram seleccionados para o concurso Stiftung Buchkunst «Best Book Design from all over the World», que teve lugar em 2019 e 2020 em Leipzig, Alemanha.

Livros relacionados
 
Livros relacionados
 
Livros relacionados
 
 

Nasceu nas Caldas da Rainha, em 1971.

Estudou Artes Gráficas na Escola Superior de Tecnologia de Tomar e Artes Plásticas na Escola Superior de Artes e Design nas Caldas da Rainha (1991-1995).

No final do ano de 1995, mudou-se para Lisboa e durante dez anos trabalhou no atelier de design gráfico Secretonix, de Mário Feliciano. Em 2006, funda o seu próprio estúdio Atelier Pedro Falcão, em Lisboa, e trabalha para instituições culturais, artistas e arquitectos. Nas várias áreas gráficas, desenvolveu trabalhos de identidade corporativa, design editorial, cartazes, sinalética de edifícios e exposições, tornando-se especialista em book design.

Ensinou Design Editorial no curso de Design Gráfico e Multimédia da escola Restart de Lisboa (2006-2015).

Foi júri dos diplomas finais da École Superieure d’Arts Graphiques et d’Architecture Intérieure Penninghen, Paris (2010/2012).

Participou em diversas exposições coletivas: (P) Portugal 1990/2005, Lisboa (2005); Gateways, Porto (2008); We Love Books! A World Tour, Échirolles, França (2008); 50 Books/50 Covers, AIGA, New York, USA (2009); Revolution 99/09, EXD, Lisboa (2010).

Ganhou vários prémios, a destacar: Certificate of Excellence in Typography, TDC 46, Type Directors Club of New York, USA (2000); Merit Award, Magazine Layout, Ed-Awards, Athens (2007); 50 Books/50 Covers, AIGA, American Institute of Graphic Arts, New York, USA (2009), Premier Award, ISTD, International Typographic Awards, United Kingdom (2009).

Desenhou a identidade gráfica para o Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia — Maat, fez a comunicação gráfica da Representação Oficial Portuguesa na 57.ª Exposição Internacional de Arte, La Biennale di Venezia e desenhou o livro Vizinhança — Onde Álvaro encontra Aldo, exposição de Álvaro Siza Vieira na Garagem Sul / CCB.

www.atelierpedrofalcao.com

Livros relacionados
 
 
 
 
 
RECEBA AS NOVIDADES!
SUBSCREVA A NEWSLETTER E ESTEJA SEMPRE A PAR DE NOVIDADES E PROMOÇÕES
REDES SOCIAIS
© 2014. Sistema Solar. Todos os Direitos são reservados - Política de Privacidade | Livro de Reclamações Digital
design bin?rio